Escola de Idiomas e Intercâmbio: como facilitar para que alunos estudem e trabalhem no exterior

            ↺ Voltar

Escola-de-idiomas

Se você trabalha, gerencia ou ensina em uma escola de idiomas, já deve ter percebido o quanto a decisão de fazer um intercâmbio promove diferentes sensações nos estudantes, como realização, ansiedade, curiosidade e busca por algo novo. Nada mais normal, né? Afinal, estamos falando de sair do país em que se vive para morar em outro que, até então, é desconhecido.

Dentro desse cenário, temos vários outros: existem pessoas que estão indo com o intuito de realizar um sonho, outras que estão ansiosas para vivenciar uma experiência única, algumas com vontade de conhecer culturas diferentes, outras com o desejo de aprender a falar um novo idioma fluentemente, mas todas elas se juntam quando o assunto é a vontade de que estudar e trabalhar no exterior dê certo e que nada saia do planejado.

Então, talvez você esteja se perguntando como uma escola de idiomas pode ajudar para que esse momento seja prazeroso para o aluno, possibilitando que ele volte ao país com uma bagagem incrível de aprendizado. E foi para responder perguntas como a sua que criamos este texto.

Pronto(a) para saber como auxiliar melhor os estudantes que têm interesse de fazer um intercâmbio? Aqui, daremos dicas bem legais sobre o assunto! Vamos lá?

Reforce: planejamento é tudo nesta vida

Quer conseguir bolsas de estudo no exterior? Planeje-se. Descolar um intercâmbio gratuito? Planeje-se. Conseguir um emprego assim que pisar em terras estrangeiras? Planeje-se. Resumidamente, tudo na vida é planejamento, e isso não seria diferente com um intercâmbio.

É bem óbvio que uma pessoa com interesse de estudar e trabalhar fora vai buscar saber tudo sobre o novo país em que pretende morar. Contudo, não estamos falando apenas de fazer pesquisas, mas de se planejar para que as coisas deem certo mais rapidamente.

Então, faça com que os alunos entendam que não basta só buscar pelas profissões e escolas mais conhecidas do novo lugar, mas sim como conseguir trabalhar ou estudar em uma delas.

Converse sobre os desafios que serão enfrentados ao estudar e trabalhar no exterior

Acredite, até mesmo o aluno mais empolgado poderá sofrer com os impactos causados pela mudança de país. Muitos estudantes, por mais que queiram viver aquela experiência, acabam tendo que lidar com sentimentos ou situações para os quais não estavam preparados. Como solução, a escola de idiomas pode ser uma grande parceira neste momento, evitando que algo assim aconteça.

Os principais desafios que os estudantes podem enfrentar são:

  • Adaptar-se ao novo: novo país, nova família, nova universidade, novo emprego. Tudo será completamente novo. O ideal é conversar com os alunos para que percebam o quanto aprender coisas novas é essencial para o crescimento deles, seja profissional ou pessoal.
  •  Ter amigos: por mais que fazer amizades em um ambiente bem diferente do habitual possa parecer difícil, é preciso que o estudante entenda que muitas pessoas estão ali na mesma situação que ele, querendo conhecer novas culturas e costumes. Então, incentive-o a perder a vergonha e puxar conversa.
  •  Sentir saudade de casa: talvez este seja um dos maiores desafios para o aluno. Por isso, é preciso abrir espaço para conversar e mostrar que hoje existem diversos canais que facilitam a comunicação, de maneira gratuita, independentemente do lugar onde se esteja. É o caso do WhatsApp, Skype, FaceTime e mídias sociais.
  •  Lidar com um novo idioma: se o estudante se preparou, não tem motivos para sentir receio de colocar em prática o que aprendeu. Por mais que cada país, região ou cidade tenha seu próprio sotaque, o aluno terá total capacidade de se habituar a todos eles. Afinal, tudo é treino e prática.

Deixe claro a importância do aprendizado

Alguns estudantes insistem em pensar que para aprender a viver em um novo país basta somente ir para lá e deixar as coisas acontecerem. Isso pode até dar certo, mas provavelmente demorará muito mais tempo do que o esperado, já que será necessário aprender “na marra” coisas básicas para conseguir se comunicar.

Estudar e aprender um novo idioma é um requisito essencial para conseguir se dar bem em outro país. Afinal de contas, isso facilitará na procura e conquista de um novo emprego e também no entendimento do que será explicado nas aulas. Ninguém merece demorar meses para aprender algo que você já poderia ir sabendo, certo?

Por fim, é dever dos profissionais de uma escola de idiomas alertar sobre a necessidade de estudar e aprender tudo o que for possível sobre o país em que o estudante pretende fazer intercâmbio, além de definir metas de carreira para que seja possível alcançá-las no período em que estiver por lá. Isso o ajudará a não sofrer com coisas pequenas que podem ser evitadas.

E aí, o que você achou deste texto? Comece o quanto antes a colocar essas ações em prática na hora de orientar seus alunos! E, caso você tenha interesse de empreender um novo negócio nesta área, que seja capaz de preparar estudantes para viverem a experiência de estudar e trabalhar fora, acesse nosso site e conheça mais sobre o modelo de franquias Park Idiomas.