Só 5% dos alunos aprendem o idioma nos outros cursos.

Sabe por quê?

Porque os cursos de inglês comuns aplicam conceitos pedagógicos dos anos 60, que dificultam a fluência na língua. Os alunos se perdem na teoria, na gramática e se distanciam do aprendizado real.

Veja como o Método Park faz a diferença

Método Park

Natural e intuitivo

O Método Park é diferente: o processo de aprendizado é mais natural e intuitivo, garantindo a aquisição de um número cinco vezes maior de vocabulário e estruturas linguísticas. Nossos alunos começam a falar antes mesmo de conhecer as regras gramaticais, assim como as crianças. Parece óbvio, mas aí começa a diferença da Park.

cerebro

 

Desracionalização do aprendizado

Mais do que aprender o idioma, ganhar autoconfiança

Se você é respeitado por ser um bom líder falando português, o seu desejo é ser um bom líder falando inglês. E, para isso, você precisa de autoconfiança. O Método Park é o único concebido com base na desracionalização da aprendizagem: o aluno é levado a experimentar o conteúdo antes de racionalizá-lo. Assim, a autoconfiança é o produto deste modelo pedagógico verdadeiramente inovador.

Se o ser humano é movido a prazer, o aprendizado também deve ser prazeroso.

Estudar idiomas por meio de métodos tradicionais, em geral, é uma tortura para a maioria das pessoas. Isso porque só nos motivamos a desenvolver atividades que ofereçam prazer. O Método Park é o único que buscou, no estudo da psicologia, mecanismos para ativar essa sensação prazerosa no aluno. O tempo todo, ele é estimulado, reconhecido, acessa novidades e está inserido em um ambiente que promove uma relação de “okeidade” com todos os membros envolvidos na sala.

Na prática, qual a diferença do Método Park?

grafico

Método Park é comprovadamente até 5 vezes mais rápido que os métodos tradicionais.