Por que investir no segmento de educação?

            ↺ Voltar

 

investimento_porqueinvestir

Com a globalização e a necessidade de ter um segundo idioma para se destacar no mercado de trabalho, a procura por escola de inglês tem crescido gradativamente entre jovens e adultos. Desse modo, quem quer se tornar um empreendedor vê bons lucros em investir em uma franquia de idiomas.

A concorrência do nicho é grande, mas isso aos olhos dos empresários simboliza o crescimento do ramo e da busca pelo ensino.

O inglês nunca saiu de moda, pelo contrário, ele tem ganhado cada vez mais importância na carreira profissional das pessoas. De acordo com uma pesquisa realizada pela Robert Half, 80% dos diretores de Recursos Humanos consideram a fluência do inglês um diferencial importante para os negócios.

De acordo com uma pesquisa da Catho, site de busca de empregos,  o domínio do inglês entre os brasileiros é tão baixo que o país ocupa a 41ª colocação de um ranking de 70 países. Isso se deve ao fato de que muitos cursos usam metodologias ultrapassadas, cuja intenção é formar professores de inglês, e não comunicadores.

Criar uma nova marca do zero requer tempo e confiança para as pessoas se adaptarem ao novo produto e serviço. E talvez elas não tenham esse tempo de adaptação, pois buscam resultados rápidos e eficientes para alcançar o crescimento profissional e acabam pesquisando por marcas renomadas.

Por isso abrir uma franquia seria a decisão mais inteligente e eficaz. Além disso, uma filial oferece diversos benefícios, como:

  • Reputação consolidada no mercado;
  • Modelos de planejamento e estrutura já prontas;
  • Custos mais baixos com propagandas;
  • Rápido retorno financeiro;

Entre outros.

O mercado de Franquias de Cursos e Idiomas cresceu e com isso, cresceu também a necessidade em atender as expectativas dos clientes com cursos de qualidade. Esse ramo atende ao público que busca bons treinamentos e algo rápido para entrar no mercado de trabalho.

O segmento de educação e treinamento é um dos mais tradicionais no mercado de franquias brasileiro. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), no 2º trimestre de 2017, a participação no faturamento do franchising chegou a 2,718 bilhões.

3 dicas para abrir uma franquia de idiomas

Abrir uma franquia de idiomas é um excelente negócio, mas é preciso ter o mínimo de conhecimento, muita vontade e garra. Ainda que seja necessário seguir os padrões do franqueador, o empreendedor precisa também implementar seu diferencial para ampliar sua rede de relacionamento e conquistar mais alunos e, consequentemente, aumentar a sua lucratividade.

Veja três dicas para começar seu negócio:

1 – Seja criativo            
Trabalhar com o segmento de ensino requer criatividade. As pessoas estão cansadas do mesmo, então dê a elas o diferencial. Ofereça aulas criativas, entretenimento, atividades, entre outros.

2 – Sonhe alto    
Para fugir de resultados medianos, o empreendedor precisa colocar metas e buscar soluções para alcançá-los.

3 – Escolha bons profissionais 
Metade da lucratividade do empreendimento dependerá dos profissionais contratados. Portanto, invista em uma boa equipe e em material de trabalho de qualidade.

Veja no link abaixo outras dicas de como identificar um bom franqueador, publicada pela Revista Exame.

4 características básicas de um bom franqueador

Se você também busca iniciar uma nova atividade como empreendedor, não perca tempo e invista em uma rede de franquia de confiança – Conheça a rede de Franquia da Park Idiomas.

 

“>