Cuidados para não tropeçar nas gírias

      ↺ Voltar

Cuidado para não tropeçar nas gírias:

Entrar pelo cano, nem que a vaca tussa, tirar o cavalinho da chuva ou até mesmo bater as botas.

Durante nosso dia a dia, expressões como essas são comuns e fazem parte do nosso cotidiano.

E quando se trata de outro idioma? Vale a pena traduzir ao pé da letra essas expressões? A resposta é não!

Essas expressões são chamadas idiomáticas e são comuns em toda e qualquer língua nativa.

Assim como as gírias, esses termos são recursos falados e escritos que podem trazer novos sentidos à frase, seja para suavizar uma informação ou para demonstrar ironia. Para serem entendidos, é necessário interpretar o significado além do que está exposto literalmente.

Essa tarefa nem sempre é simples quando aprendemos um novo idioma. Contudo, conhecendo as expressões mais usadas daquela língua, fica fácil adicioná-las em seu vocabulário cotidianamente, sem precisar recorrer à tradução literal.

Fique atento: uma simples tradução, muitas vezes, não garante o entendimento do que está sendo dito e abre margem, inclusive, para possíveis deslizes. Dominar um idioma estrangeiro não é tarefa fácil e cometer um erro pode, por vezes, gerar constrangimento – ou tornar alguém alvo de uma piada. É muito interessante ter contato com essas expressões, se a ideia é aumentar o conhecimento sobre a língua. 

Quer conhecer alguns dos termos em inglês mais utilizados e seus significados? Então, vem com a Park Idiomas, onde você contará com um método exclusivo, que vai reforçar a sua autoconfiança na comunicação oral, para que você não sinta medo ou vergonha de falar em público!  

ONCE IN A BLUE MOON

Em uma tradução literal, a expressão significa “uma vez a cada lua azul”. Não faz sentido algum, não é mesmo? A partir do momento que entendemos que se trata de um acontecimento que não vemos todos os dias, o sentido da expressão fica mais claro — algo como um “de vez em nunca”.

FEELING UNDER THE WEATHER

“Sentido sob o tempo” parece uma expressão sem noção alguma, caso traduzida literalmente. No entanto, ela é usada para expressão que estamos doentes ou passando mal.

ABOUT TIME

“Sobre o tempo”. Como assim? Será que vamos falar sobre a previsão do tempo? Nesse caso, é preciso entender o contexto. No português, a frase seria entendida como “já não era sem tempo”, de forma a expressar que algo já deveria ter acontecido. O termo também costuma ser usado para se referir a atrasos: “It was about time you arrived!”.

IT’S RAINING BUCKETS

Chover baldes? “Pé d’água”, “toró”, “tromba d’água”: temos várias expressões em português que podem dar conta de explicar o “it’s raining buckets’“, usado quando há uma chuva intensa. Outra opção para demonstrar chuva forte seria dizer “It’s raining cats and dogs”, mas atualmente esta expressão não é tão usada.

TO BUY SOMETHING

“Comprar alguma coisa” pode até ser uma tradução plausível, mas na verdade pode ser utilizado de maneira informal para expressar confusão ou descrença. Aquele colega do trabalho conta uma história, mas ela parece bastante sem pé nem cabeça. Você poderia responder com um “I don’t buy it” para expressar a sua desconfiança.

SPILL THE BEANS

Já pensou escutar alguém dizer para você ‘espalhar os feijões’? Novamente, nada de traduzir ao pé da letra! “To spill the beans” significa revelar um segredo, quase uma confissão.

PIECE OF CAKE

Essa expressão certamente você iria ficar feliz: um pedaço de bolo! Apesar da expressão traduzida dizer isso, a ideia não é essa. Mesmo que você não seja tão fã assim de doces, é fato que bolos estão associados a momentos de felicidade e lazer.

Viu? Não existem regras e nem lógica em uma possível tradução literal. Assim, é fundamental o treino. Você pode criar diálogos em que esses termos sejam utilizados e praticar!